O que é uma entidade econômica?

Uma entidade econômica é uma pessoa ou organização que realiza atividades econômicas e é composta de recursos materiais, financeiros e humanos.

Esses recursos são conduzidos e gerenciados por um grupo de controle que toma as decisões sobre o uso deles para atender às finalidades para as quais a entidade econômica foi criada.

A entidade econômica é aquela que busca propósitos econômicos particulares onde há um conjunto de recursos disponíveis, com estrutura própria, que são direcionados para atender a propósitos específicos. A entidade econômica também é associada como o centro de controle para tomar decisões que atinjam determinados objetivos específicos.

Para que uma identificação clara ocorra, é necessário levar em conta os dois critérios mencionados; que possui recursos próprios e está sob um único centro de controle.

A unidade identificável não se refere em si mesma a uma pessoa natural ou a uma pessoa moral, mas a um conjunto possível delas.

O que ou quem pode ser uma entidade econômica?

A entidade económica pode ser uma pessoa singular ou colectiva, que terá um nome ou firma, morada, pessoa singular ou colectiva, nacionalidade e património.

Os ativos dos recursos da entidade econômica são recursos humanos, recursos materiais, recursos financeiros e recursos técnicos.

Existem dois tipos de entidades econômicas, dependendo do seu propósito. Podem ser entidades ou entidades lucrativas sem fins lucrativos.

A entidade lucrativa é aquela que realiza atividades econômicas, é composta de combinações de recursos humanos, materiais e capital, gerenciados para atingir um desempenho. Seu principal atributo é devolver aos investidores.

A entidade sem fins lucrativos é aquela unidade que realiza atividades econômicas combinando recursos humanos, materiais e de capital para obter um bem social. Você não precisa devolver aos seus investidores.

Essas entidades buscam obter um benefício social como fim. Os recursos são fornecidos por patrocinadores que não recebem nenhuma consideração pelos materiais fornecidos.

Entidades econômicas que atendem a sua organização

Empresa de uma pessoa

A entidade econômica mais simples é a empresa individual. Caracteriza-se por possuir um proprietário, possuidor, responsável pelas atividades e tomada de decisão do negócio.

É uma das entidades econômicas mais numerosas em nossa sociedade, uma vez que não requer grandes investimentos de capital para treiná-los. No entanto, eles também são os que têm mais desvantagens, porque a responsabilidade é ilimitada para o proprietário e é difícil levantar fundos para expandi-lo.

Sociedades de responsabilidade limitada

Outro tipo de entidades econômicas são as empresas mercantis. Aqui encontramos empresas de responsabilidade limitada, empresas públicas limitadas, sociedades coletivas e sociedades limitadas.

As empresas de responsabilidade limitada têm grandes vantagens para a sua formação, por isso muitos decidem que este é o melhor tipo de sociedade a estabelecer no mercado.

A responsabilidade é limitada, para que em caso de possíveis perdas na empresa, os empresários não tenham que pagar por isso com seus ativos. Os procedimentos para sua construção também são mais simples que outros tipos de empresas.

Os impostos são mais baixos do que para os trabalhadores independentes após um certo nível de benefícios. A maior desvantagem deste tipo de empresa é que ele não é projetado para atrair muitos investidores.

Empresas anônimas

Corporações são aquelas em que o capital é dividido em ações facilmente transferíveis. As vantagens desta empresa é que ela tem responsabilidade limitada ligada ao número de ações de cada investimento.

Também pode ser uma empresa individual e pode ser cotada na bolsa de valores. As desvantagens desse tipo de empresa é que elas precisam de um grande desembolso inicial para seu treinamento, e as formalidades necessárias para formalizá-lo são complexas.

Sociedades Coletivas

As sociedades coletivas são um tipo de sociedade que não é muito comum. Neste, os parceiros não apenas contribuem com capital para a empresa, mas também trabalham e ajudam a administração.

A maior vantagem deste tipo de empresa é a simplicidade de sua operação e que não requer alto capital para sua constituição.

A maior desvantagem, e por que não existem muitas sociedades coletivas, é que a responsabilidade dos parceiros é ilimitada, pessoal e solidária.

Isto significa que se algo acontece na empresa, os sócios têm que pagar com seu patrimônio, mas o pagamento não está associado ao seu volume de patrimônio, pelo que se um dos sócios não tiver patrimônio suficiente para pagar a dívida, o outros devem cuidar de sua parte.

Parcerias limitadas

Finalmente, parcerias limitadas. Este é um tipo de mistura entre uma sociedade coletiva e uma empresa limitada.

Existem dois tipos de parceiros; os coletivos, que respondem ilimitadamente pela empresa e que nela trabalham, e os sócios limitados, que não participam da administração e de sua responsabilidade, limitam-se ao número de ações disponíveis.

A vantagem é que não precisa de capital mínimo para treinar e pode atrair investidores que não precisam participar da tomada de decisões.

Mas a desvantagem é que os parceiros limitados não podem tomar partido nas decisões da sociedade.